domingo, 31 de janeiro de 2010

KIT DE SOBREVIVÊNCIA PARA O DIA-A-DIA

0 comentários


VARA DE PESCAR

Para lembrarmos de pescar as boas qualidades dos outros.

ELÁSTICO

Para lembrarmos de sermos flexíveis: as coisas nem sempre acontecem do jeito que queremos, mas no final dão certo.

BAND-AID

Para lembrarmos de curar sentimentos magoados, nossos ou de outros.

LÁPIS

Para lembrarmos de escrevermos as bênçãos e favores que recebemos todos os dias.

APAGADOR

Para lembrarmos que todos nós erramos, porém devemos apagar
estes erros.

CHICLETES

Para lembrarmos de que se nos esticarmos, podemos realizar
qualquer coisa.

COFRE

Para lembrarmos de que valemos uma fortuna para nossas
famílias e amigos.

BATOM

Para lembrarmos de que todos precisam de beijos e abraços.

SAQUINHO DE CHÁ

Para lembrarmos de relaxarmos diariamente.


Para o mundo talvez sejamos apenas alguém...
mas para alguém, podemos ser o mundo!

CARTA DE UM PAI AO FILHO

0 comentários


Amado Filho,
O dia em que este velho já não for o mesmo, tenha paciência e me compreenda.
Quando eu derramar comida sobre minha camisa e esquecer como amarrar meus sapatos, tenha paciência comigo e se lembre das horas que passei te ensinando a fazer as mesmas coisas.
Se quando conversa comigo, repito e repito as mesmas palavras e sabes de sobra como termina, não me interrompas e me escute. Quando era pequeno, para que dormisse, tive que contar-lhe milhares de vezes a mesma estória até que fechasse os olhinhos.
Quando estivermos reunidos e, sem querer, fizer minhas necessidades, não fique com vergonha e compreenda que não tenho a culpo disto, pois já não as posso controlar. Pensa quantas vezes quando menino te ajudei e estive pacientemente a seu lado esperando que terminasse o que estava fazendo.
Não me reproves porque não queira tomar banho; não me chames a atenção por isto. Lembre-se dos momentos que te persegui e os mil pretextos que tive que inventar para tornar mais agradável o seu banho.
Quando me vejas inútil e ignorante na frente de todas as coisas tecnológicas que já não poderei entender, te suplico que me dê todo o tempo que seja necessário para não me machucar com o seu sorriso sarcástico.
Lembre-se que fui eu quem te ensinou tantas coisas.
Comer, se vestir e como enfrentar a vida tão bem com o faz, são produto de meu esforço e perseverança.
Quando em algum momento, enquanto conversamos, eu chegue a me esquecer do que  estávamos falando, me dê todo o tempo que seja necessário até que eu me lembre, e se não posso fazê-lo não fique impaciente; talvez não fosse importante o  que falava e a única coisa  que queria era estar contigo e que me escutasse nesse momento.
Se alguma vez já não quero comer, não insistas. Sei quando posso e quando não devo.
Também compreenda que, com o tempo, já não tenho dentes para morder, nem gosto para sentir.
Quando minhas pernas falharem por estarem cansadas para andar, dá-me sua mão terna para me apoiar, como eu o fiz quando começou a caminhar com suas fracas perninhas.
Por último, quando algum dia me ouvir dizer que já não quero viver e só quero morrer, não te enfades. Algum dia entenderás que isto não tem a ver com seu carinho ou o quanto te amei.
Trate de compreender que já não vivo, senão que sobrevivo, e isto não é viver.
Sempre quis o melhor para você e preparei os caminhos que deve  percorrer.
Então pense que com este passo que me adianto a dar, estarei construindo para você outra rota em outro tempo, porém sempre contigo.
Não se sinta triste, enojado ou impotente por me ver assim. Dá-me seu coração, compreenda-me e me apóie como o fiz quando começaste a viver.
Da mesma maneira que te acompanhei em seu caminho, te peço que me acompanhe para terminar o meu.
Dê-me amor e paciência, que te devolverei gratidão e sorrisos com o imenso amor que tenho por você.
Atenciosamente,
Teu Velho
Autor: Levi da Silva Barreto

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

BALEIA OU SEREIA?

0 comentários
By Gabi



Ontem vi um outdoor da Runner, com a foto de uma moça de biquíni e a frase:

"Neste verão, qual você quer ser? Sereia ou Baleia?"



Respondo:

Baleias sempre estão cercadas de amigos.

Baleias têm vida sexual ativa, engravidam e têm filhotinhos fofos.

Baleias amamentam. Baleias nadam por aí, singrando os mares e conhecendo lugares legais como as banquisas de gelo da Antártida e os recifes de coral da Polinésia.

Baleias têm amigos golfinhos. Baleias comem camarão à beça.

Baleias esguicham água e brincam muito. Baleias cantam muito bem e têm até CDs gravados.

Baleias são enormes e quase não têm predadores naturais. Baleias são lindas e amadas.



Sereias não existem.

Se existissem viveriam em crise existencial:

"Sou um peixe ou um ser humano?"



Runner, querida, prefiro ser baleia !





Extraído do blog "Casa da Gabi"


quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Malhas sob medida

0 comentários


Para manter a saúde do corpo e da mente, cada vez mais as pessoas buscam praticar exercícios físicos com regularidade. Tão importante quanto malhar e praticar esportes é ficar atento para a roupa que se usa. Estar bem vestido na hora da malhação garante um bem-estar que vai muito além da estética, pois os usos de roupas adequadas influenciam a própria performance esportiva.




Utilizar peças que sejam fabricadas com tecidos especiais e próprios para permitir que a transpiração da pele ocorra de forma natural e que não atrapalhe a regulação da temperatura corporal é um estímulo a mais para que o organismo respire e tenha uma melhor performance na prática de atividades físicas.



A evolução tecnológica no mercado de tecidos esportivos traz ainda outros benefícios aos atletas, como maior ventilação, isolamento térmico, controle da umidade e proteção contra os nocivos raios UV (ultravioleta). Treinar com o material mais adequado oferece vantagens tanto em conforto quanto em desempenho.



A preocupação com o material das peças de fitness é recente. Há menos de 15 anos, mulheres e homens amantes do esporte tinham que praticar exercícios com roupas comuns e não muito cômodas. O suor acumulava e nem sempre a mobilidade era a ideal.



Hoje as tecnologias de ponta permitem que se encontre com grande facilidade malhas em geral feitas sob medida para a prática de exercícios. Além disso, a camiseta e a velha calça de moletom foram substituídas por modelos variados e bonitos, como tops, calças leggings, bermudas e camisetas.



E é esta tecnologia de ponta e a beleza e a variedade de estilos que guiam os modelos oferecidos por Taeq. A linha abrange desde roupas básicas, como regatas, calças e bermudas até roupas que utilizam tecidos tecnológicos e que auxiliam na prática esportiva. A linha conta também com acessórios como mochilas, bonés e pochetes. Sempre com desenvolvimento com base nas tendências atuais do mercado esportivo. Conheça mais sobre os tecidos que compõem a coleção Taeq Esporte:



Poliéster Dry – tecido confeccionado com microfibras 100% poliéster, garante um transporte rápido do suor e mantém o corpo sempre seco, ajudando na melhoria do desempenho.



Poliamida Dry – os tecidos feitos com microfibras de poliamida, assim como os de poliéster, também ajudam no transporte mais rápido do suor para manter a pele mais seca durante a prática esportiva, auxiliando no desempenho dos atletas.



Crepe de Poliamida – também confeccionados com as microfibras de poliamida, as peças em crepe da linha SENSY aliam as vantagens da secagem rápida ao conforto da liberdade de movimentos que proporcionam. São perfeitos para quem quer suar sem ficar molhado.



Supplex ® – é a fibra sintética que mais se parece com o algodão. O tecido, que proporciona conforto, resistência, caimento e possui uma secagem relativamente rápida confere flexibilidade às peças confeccionadas.



Sanflex – a técnica utilizada durante a confecção do tecido possibilita a formação de uma camada de ar sobre o corpo. Isso evita que a peça fique colada ao corpo quando está úmida e proporciona um menor contato da roupa com a pele.



Lycra ® - formado por poliamida e elastano, o tecido é flexível e adere bem ao corpo, proporcionando conforto durante os movimentos.



Air plus ® - tecido construído com microfibra de poliamida e elastano. Possui as mesmas características da Poliamida Dry, ou seja, ajuda no transporte do suor, mantendo a pele mais seca durante a prática esportiva e associada ao elastano na sua construção, confere ao atleta maior o conforto nos movimentos durante a prática esportiva.



Ponge – confeccionado em microfibra de poliéster com proteção contra os raios UV (ultravioleta), é ideal para os esportistas que se exercitam sob o sol.



Cloro resistance - Tecido de poliéster especial, com maior durabilidade (duas vezes mais que os tecidos normais), pois resistem ao ataque de cloro das piscinas.



Tecno Bambu – feita a partir da fibra do bambu que possui funções antibacterianas e desodorizantes, o tecno bambu é um tecido 100% biodegradável. A fibra tem alta durabilidade, excelente capacidade de absorção.



Bambu linho – feito com a fibra do linho, o tecido agrega excelente capacidade de absorção, alta durabilidade, além de proporcionar conforto e liberdade de movimento com toque agradável.



Eco touch - o toque suave da viscose em conjunto com o elastano é a característica principal desta malha, que possui um acabamento especial que reduz a formação de “pilling” (bolinhas), prolongando o aspecto de novo da malha.



Meia Malha Ceramic – com um efeito visual de desgaste proposital e sutil, este tecido 100% algodão passa por exclusivo processo com jato de pó de cerâmica, que deixa o toque aveludado.



Meia Malha Sand Wash – o tecido, que passa por uma exclusiva lavagem com jato de areia, tem um acabamento especial e delicado que dá um efeito visual de desgaste proposital e sutil que deixa o toque aveludado.



Pet reciclado – ecologicamente corretas, as camisetas Taeq são produzidas com material reciclado de PET. Em sua composição de 50% algodão e 50% PET oferece uma durabilidade maior à camiseta, que possui um toque leve e macio e ajuda o meio ambiente.

Duvidas sobre o IPVA

0 comentários
Para não errar na hora do pagamento, confira as respostas para as principais dúvidas sobre o IPVA:


Como é feito o pagamento do IPVA?

O recolhimento do IPVA poderá ser feito à vista em janeiro, com desconto, ou à vista em fevereiro, sem desconto, ou em três parcelas iguais e sucessivas, em janeiro, fevereiro e março. O desconto para o recolhimento à vista em janeiro é de 3%.

Quanto tenho de pagar de IPVA?

Faça o download do valor venal de 2008

Veja a tabela de vencimentos de 2008

Cálculo e geração de guia do IPVA e São Paulo

Faça a consulta do IPVA de outros Estados

O que é IPVA?

IPVA significa Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor e é um imposto estadual que, em tese, é aplicado no desenvolvimento/ manutenção das vias onde trafegam os veículos.


Onde devo pagar o IPVA?

Há várias formas: você recebe anualmente, no endereço de licenciamento do veículo, a guia de pagamento (pode ser paga à vista ou em até 3 vezes). Outra forma é fazer o pagamento na rede bancária (leve o documento do veículo) ou nos guichês do Banco 24 Horas (nesse caso há uma pequena taxa de expediente).



Como pagar IPVA em atraso?

Para pagar o IPVA atrasado basta entrar no site da Secretaria da Fazenda de seu Estado. (Clique aqui para acessar o site) Por meio dele, você pode imprimir a guia para efetuar o pagamento. O próprio programa de geração de guia faz o cálculo dos juros e emite o boleto com o valor atualizado. Vários bancos estão cadastrados para fazer o recebimento do IPVA. Você pode checar se o seu banco está nesta lista na própria página da Secretaria da Fazenda. Outra opção é dirigir-se a um dos postos da Secretaria da Fazenda.



Não recebi o boleto em casa, como proceder?

Você pode emitir a guia de pagamento pela Internet. Consulte o site do órgão de trânsito de seu Estado. Outra forma é comparecer nas agências dos bancos conveniados ou pagar diretamente no Banco 24Horas.



Posso parcelar o pagamento se perdi o prazo?

Não, o pagamento em atraso inviabiliza o parcelamento oficial (em até 3 vezes). Porém, você pode parcelar o IPVA e as multas pendentes (em até 24 vezes).



Como fica o pagamento do IPVA fora do prazo?

Há um acréscimo de multa de mora (20%) mais juros de 1% ao mês. Você terá que solicitar uma nova guia.



O recibo de quitação do IPVA é de porte obrigatório?

O porte obrigatório do IPVA é discutível, uma Portaria do DETRAN/SP (n.º 99/95) diz que não, porém uma Resolução do CONTRAN (no. 13/98) diz que sim. Na dúvida, para não entrar em discussões desnecessárias, leve consigo o recibo ou pelo menos uma cópia autenticada.

Como pagar IPVA 2010

0 comentários
Os proprietários de veículos do Estado do Rio de Janeiro terão a partir da primeira semana de janeiro para pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), conforme o dígito final da placa e as opções de pagamento - à vista (com desconto ou sem) e parcelado em três vezes.


O primeiro vencimento, em cota única, com desconto, para placas com final zero, é 13 de janeiro. A última data de vencimento da terceira parcela, para os veículos com placa final 9, é 25 de maio.

Para parcelamento do débito, o contribuinte deverá efetuar o pagamento diretamente nos caixas do banco Itaú.

Os boletos do IPVA 2009 poderão ser retirados pelo contribuinte no terminal de consultas de qualquer agência do banco Itaú ou obtido por meio da página da Secretaria de Estado de Fazenda na Internet (www.fazenda.rj.gov.br).

Os veículos com placa final zero têm até 13 de janeiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 12 de fevereiro em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 13 de janeiro, 12 de fevereiro e 16 de março.

Os veículos com placa final um têm até 16 de janeiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 17 de fevereiro em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 16 de janeiro, 17 de fevereiro e 19 de março.

Os veículos com placa final dois têm até 19 de janeiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 18 de fevereiro em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 19 de janeiro, 18 de fevereiro e 20 de março.

Os veículos com placa final três têm até 29 de janeiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 2 de março em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 29 de janeiro, 2 de março e 2 de abril.

Donos de veículos com placa final quatro têm até 6 de fevereiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 9 de março em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 6 de fevereiro, 9 de março e 8 de abril.

Os veículos com placa final cinco têm até 11 de fevereiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 13 de março em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 11 de fevereiro, 13 de março e 14 de abril.

Os veículos com placa final seis têm até 16 de fevereiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 18 de março em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 16 de fevereiro, 18 de março e 17 de abril.

Donos de veículos com placa final sete têm até 19 de fevereiro para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 23 de março em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 19 de fevereiro, 23 de março e 22 de abril.

Contribuintes com veículos de placa final oito têm até 12 de março para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 13 de abril em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 12 de março, 13 de abril e 13 de maio.

Os veículos com placa final nove têm até 24 de março para o pagamento em parcela única com desconto de 10% e até 23 de abril em parcela única sem desconto. Já para os proprietários que optarem pelo parcelamento em três vezes, as parciais vencem em 24 de março, 23 de abril e 25 de maio.

Os 10 melhores Livrosa sobre dieta

0 comentários
A revista norte-americana "Time" fez uma seleção dos dez livros mais bacanas sobre dietas lançados recentemente. Nem todos chegaram ao Brasil, mas, com certeza, podem ser comprados pela internet.


Olhem só:

1. Your Inner Skinny: A expecialista em nutrição Joy Bauer (autora bestseller do New York Times) alega ter a solução para não ter mais problemas com a balança para sempre. Ela divide sua dieta em quatro “r”s: rechaçar os maus hábitos alimentares, reaprender a programar seu apetite, remodelar o seu corpo como sempre quis e revelar seu sucesso para o mundo. Recheado de histórias bem sucedidas de perda de peso, o livro traz planos alimentares detalhados e receitas.

2. The Perfect 10 Diet: As pessoas tendem a enlouquecer com dietas –porque fazer regime é mesmo enlouquecedor. Mas o Dr. Michael Aziz não entra na linha da dieta radical. Para ele, comer saudável é balancear os hormônios (essas dietas da moda, segundo ele, tiram o organismo do eixo). Otimizando os níveis do corpo em 10 hormônios chave –insulina, glucágon, leptina, hormônio do crescimento, tireóide, estrogênio, progesterona, testosterona, DHEA e cortisol– as pessoas podem ganhar mais energia e estimular naturalmente a perda de peso. A fórmula é simples: 40-20-40, ou seja: 40% de calorias de carboidratos bons, como feijão e outros grãos, 20% de proteínas, e 40% de gorduras boas.

3. The New Me Diet: Coma mais, se exercite menos e perca peso enquanto está parado. Parece bom demais para ser verdade? Pois a dupla de personal trainers Jade e Keoni Teta acreditam na transformação do metabolismo mirando em hormônios específicos que queimam calorias. Os autores prineiram ajudam o leitor a definir o seu tipo de “queimador muscular –açúcar, músculo ou ambos– e então a costurar o plano de ação mais adequado. O interessante é que não tem mesquinharia com a comida: a dieta tem cinco ou seis boas refeições por dia. O livro também recomenda exercícios de musculação. Eles elaboraram séries que mesclam repouso e treinamento para ser feito tr~es vezes por semana de acordo com o plano alimentar.

4. The Mayo Clinic Diet: Especialistas da Mayo Clinic, o primeiro e maior centro de medicina integrada do mundo, afirmam que comer, assim como muitas outras coisas, é uma consolidação de hábitos. A chave para a perda de peso é abandonar cinco maus hábitos, adotar cinco bons hábitos e (eventualmente) mais cinco novos hábitos de bônus. Como bons hábitos, eles recomendam aumentar o consumo de frutas e vegetais, cortar o açúcar e sair do sofá. Hábitos ruins, como comer fora de hora (alimentos que não sejam frutas ou legumes) e ir a restaurantes com muita frequencia (a não ser que a comida se encaixe no plano de dieta). Parece algo bem difícil de seguir, mas o livro traz também instruções passo-a-passo para ajudar a evoluir em cada fase, fixar metas e começar.

5. The Kind Diet: Além de atriz e símbolo de beleza nos anos 90, Alicia Silverstone é também uma vegetariana ávida e conservacionista. Em seu novo livro, ela prega os benefícios de se comer verde e alcançar tudo: sentir-se bem, ficar bonita e preservar o planeta ao mesmo tempo. Não existe nenhuma garantia especifica de perda de peso, apenas um guia para entender mais sobre, aprender a comprar e preparar pratos vegetarianos. Os resultados, segundo ela, são evidentes: pele mais limpa e bonita, mais energia, melhor digestão.

6. Fat Flush For Life: Ninguém qosta muito de fazer dieta desintoxicante. Nem mesmo comer apenas frutas e sucos no meio do inverno (janeiro é bem frio no hemisfério norte). Por isso, o que Ann Louise Gittleman criou foi programas rápidos e específicos para cada estação –no terceiro dia do plano de inverno, por exemplo, é permitido comer backet popatoes e amburger. Ela explica e dá dicas de como limpar o fígado, os rins, desinchar e até queimar gorduras recém adquiridas.

7. Eat Your Way To Hapiness: O café da manhã é a refeição mais importante do dia. Comida processada e industrializada não faz bem á saúde. Tomar muita água e ficar longe dos doces. Tudo isso já foi dito um milhão de vezes, mas a médica Elizabeth Somer acredita que vale a pena repetir. E junto com esses conceitos, ela também aconselha como escolher comidas de verdade, o que e quanto beber, que suplementos tomar, fala sobre os benefícios do vinho tinto e do chocolate e dá dicas de como melhorar a disposição.

8. Eat What You Love, Love What You Eat: Para aqueles que adoram frituras, um livro sugerindo que se coma tudo o que se ama parece duvidoso. Mas a autora, Michelle May, não sugere que apenas se continue com os maus hábitos alimentares para, como num passe de mágica, se começar a perder peso. O que ela oferece são sugestões de como mudar sua relação com a comida e criar uma dieta que não deixe nenhuma comida de fora. A sigla chave é BVM: balanço, variedade e moderação. Ela aconselha que as pessoas comam de maneira consciente e sem medo, não emocionalmente e sem cuidado. Isso significa, segundo ela, pensar no tipo de alimento que se está ingerindo e, principalmente, saber que é hora de parar quando se está satisfeito. Não é preciso passar fome, diz ela, apenas comer com consciência.

9.The Brown Fat Revolution: Na contramão da maioria dos livros do gênero, este, escrito pelo Dr. James R. Lyons, defende que as pessoas se permitam consumir as tão deliciosas comidas gordurosas –desde, é claro, que elas sejam do tipo saudáveis. Ele sugere que o trabalho seja no sentido de trocar a gordura amarela, que faz mal á saúde, pela chamada gordura marrom (comum em recém nascidos e recentemente descoberta ainda presente em adultos). Isso é feito evitando a ingestão de alimentos que se acumulam em forma de tecido adiposo amarelo, principalmente a maioria dos processados e industrualizados, e aumentando o consumo de comidas que estimulam a marrom, como abacate, nozes e salmão. Com uma dieta assim associada a uma prática regular de exercícios específicos para o ganho de massa muscular ele garante que todos serão saudáveis e magros.

10.The Big Breakfast Diet: De acordo com o autor, Dr. Jakubowicz, é permitido comer tudo o que quiser até as 9h da manhã. Seu programa de 28 dias ele recomenda, inclusive, a mistura de shakes e smoothies com comidas inusitados, como atum, peixe e até carne. Isso porque, segundo ele, esses alimentos aceleram o metabolismo e consequentemente a queima de calorias. Ele também afirma que o método ajuda no controle do desejo por doces. Uma coisa é certa: ninguém mais vai sentir culpa de comer pizza fria no café da manhã.

Os 10 carros mais femininos do mundo

1 comentários
Nada de adesivinhos, bichinhos de pelúcia e detalhes frágeis. A lista dos dez carros mais femininos da revista Forbes mostrou que elas também se importam com potência do motor e visual arrojado quando o assunto é quatro rodas. Mesmo assim acho que ficou faltando o NEW BEETLE!


Nº 1 O topo da lista dos dez mais femininos da revista conta com o Aston Martin DB9, o carro de James Bond, no filme Casino Royale. Com motor V-12 de 450 cavalos de potência, o campeão também faria parte da lista de muitos machões. O DB9 custa US$ 162 mil.







Nº 2 O segundo lugar ficou com o Bentley Continental GT, com preço inicial de US$ 169 mil. O modelo que desafio os “dinossauros” Rolls-Royce e Maybach há três anos, ganhou espaço entre as máquinas, com seu motor de 552 cavalos de potência







Nº3 O Cadillac Escalade é o terceiro carro mais feminino, segundo a revista. O motor V8 e as rodas cromadas são os grandes destaques do modelo, que ganhou novo desenho em 2007, e custa aproximadamente US$ 55 mil.







Nº4 A imponência de sua frente “alargada” fez com que o Dodge Magnum SRT8 também aparecesse entre os top ten. Por US$ 38 mil as mulheres podem contar com o carro, que tem motor V8 de 6.1 litros. O carro faz de 0 a 100 km/h em 5 segundos.







Nº5 Sonho de consumo de grande parte dos homens, a Ferrari também deixou sua marca na lista das mulheres, com o modelo 612 Scaglietti. Com 540 cavalos de potência no motor V-12, a máquina tem preço inicial de US$ 260 mil.







Nº6 Em seguida, aparece a Lamborghini Gallardo, que tem velocidade máxima de 315 km/h e custa, pelo menos, US$ 178 mil.









Nº7 O Mercedes-Benz SL65 AMG é uma boa opção para as motoristas que gostam dos conversíveis. Por US$ 186 mil é possível desfilar com o carrão, que faz de 0 a 100 km/h em pouco mais de 4 segundos.









Nº8 O Porsche 911 Turbo Coupe, que tem preço inicial de US$ 122,9 mil, também “envenena” a lista da Forbes.





Nº9 O Supercharge Range Rover Sport é opção para quem quer mais espaço, mas não abre mão de um design moderno.










Nº10 Fechando a lista dos dez mais femininos, o Toyota Prius surge como a alternativa mais econômica. Por US$ 23 mil é possível contar com o modelo, que tem motor elétrico de 110 cavalos de potência.








e o New Beetle??


domingo, 24 de janeiro de 2010

Antes que eles cresçam

0 comentários


Há um período em que os pais vão ficando órfãos de seus próprios filhos.
É que as crianças crescem independentes de nós, como árvores tagarelas e pássaros estabanados.
Crescem sem pedir licença à vida.
Crescem com uma estridência alegre e, às vezes com alardeada arrogância.

Mas não crescem todos os dias, de igual maneira, crescem de repente.

Um dia sentam-se perto de você no terraço e dizem uma frase com tal maneira que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura.

Onde é que andou crescendo aquela danadinha que você não percebeu?

Cadê a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços e o primeiro uniforme do maternal?
A criança está crescendo num ritual de obediência orgânica e desobediência civil.

E você está agora ali, na porta da discoteca, esperando que ela não apenas cresça, mas apareça... Ali estão muitos pais ao volante, esperando que eles saiam esfuziantes e cabelos longos, soltos. Entre hambúrgueres e refrigerantes nas esquinas, lá estão nossos filhos com uniforme de sua geração.

Esses são os filhos que conseguimos gerar e amar, apesar dos golpes dos ventos, das colheitas, das notícias, e da ditadura das horas.

E eles crescem meio amestrados, observando e aprendendo com nossos acertos e erros. Principalmente com os erros que esperamos que não se repitam.
Há um período em que os pais vão ficando um pouco órfãos dos filhos.
Não mais os pegaremos nas portas das discotecas e das festas.
Passou o tempo do ballet, do inglês, da natação e do judô.

Saíram do banco de trás e passaram para o volante de suas próprias vidas.

Deveríamos ter ido mais à cama deles ao anoitecer para ouvirmos sua alma respirando conversas e confidências entre os lençóis da infância, e os adolescentes cobertores daquele quarto cheio de adesivos, posters, agendas coloridas e discos ensurdecedores.
Não os levamos suficientemente ao Playcenter, ao shopping, não lhes demos suficientes hamburgueres e refrigerantes, não lhes compramos todos os sorvetes e roupas que gostaríamos de ter comprado.
Eles cresceram sem que esgotássemos neles todo o nosso afeto.

No princípio iam à casa de praia entre embrulhos, bolachas, engarrafamentos, natais, páscoas, piscinas e amiguinhos.

Sim havia as brigas dentro do carro, a disputa pela janela, os pedidos de chicletes e cantorias sem fim.

Depois chegou o tempo em que viajar com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impossível deixar a turma e os primeiros namorados.

Os pais ficaram exilados dos filhos.

Tinham a solidão que sempre desejaram, mas, de repente, morriam de saudades daquelas "pestes".

Chega o momento em que só nos resta ficar de longe torcendo e rezando muito para que eles acertem nas escolhas em busca da felicidade.

E que a conquistem do modo mais completo possível.

O jeito é esperar: qualquer hora podem nos dar netos.

O neto é a hora do carinho ocioso e estocado, não exercido nos próprios filhos e que não pode morrer conosco.

Por isso os avós são tão desmesurados e distribuem tão incontrolável carinho. Os netos são a última oportunidade de reeditar o nosso afeto.


Por isso é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que eles cresçam.

As tres peneiras

0 comentários


Um rapaz procurou Sócrates e disse-lhe que precisava contar-lhe algo sobre alguém.

Sócrates ergueu os olhos do livro que estava lendo e perguntou:

- O que você vai me contar já passou pelas três peneiras?

- Três peneiras? - indagou o rapaz.

- Sim ! A primeira peneira é a VERDADE. O que você quer me contar dos outros é um fato? Caso tenha ouvido falar, a coisa deve morrer aqui mesmo.

Suponhamos que seja verdade.

Deve, então, passar pela segunda peneira: a BONDADE. O que você vai contar é uma coisa boa? Ajuda a construir ou destruir o caminho, a fama do próximo?

Se o que você quer contar é verdade e é coisa boa, deverá passar ainda pela terceira peneira: a NECESSIDADE. Convém contar? Resolve alguma coisa? Ajuda a comunidade? Pode melhorar o planeta?
Arremata Sócrates:
- Se passou pelas três peneiras, conte !!! Tanto eu, como você e seu irmão iremos nos beneficiar.Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos, colegas do planeta.

A tigela de madeira

0 comentários

Um senhor de idade foi morar com seu filho, nora e o netinho de
quatro anos de idade.
As mãos do velho eram trêmulas, sua visão embaçada e seus passos
vacilantes.
A família comia reunida à mesa. Mas, as mãos trêmulas e a visão
falha do avô o atrapalhavam na hora de comer.
Ervilhas rolavam de sua colher e caíam no chão.
Quando pegava o copo, leite era derramado na toalha da mesa.
O filho e a nora irritaram-se com a bagunça.
- Precisamos tomar uma providência com respeito ao papai - disse
o filho.
- Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente
comendo com a boca aberta e comida pelo chão.
Então, eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da
cozinha. Ali, o avô comia sozinho enquanto o restante da família fazia
as refeições à mesa, com satisfação.
Desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida agora
era servida numa tigela de madeira.
Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes
ele tinha lágrimas em seus olhos. Mesmo assim, as únicas palavras que
lhe diziam eram admoestações ásperas quando ele deixava um talher ou
comida cair ao chão.
O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio.
Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que o filho pequeno
estava no chão, manuseando pedaços de madeira.
Ele perguntou delicadamente à criança:
- O que você está fazendo?
O menino respondeu docemente:
- Oh, estou fazendo uma tigela para você e mamãe comerem,
quando eu crescer.
O garoto de quatro anos de idade sorriu e voltou ao trabalho.
Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que eles
ficaram mudos.
Então lágrimas começaram a escorrer de seus olhos.
Embora ninguém tivesse falado nada, ambos sabiam o que precisava
ser feito.
Naquela noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente
conduziu-o à mesa da família.
Dali para frente e até o final de seus dias ele comeu todas as
refeições com a família.
E por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais
quando um garfo caía, leite era derramado ou a toalha da mesa sujava.

A porta ao Lado

0 comentários


Por Dráuzio Varella




Em entrevista dada pelo médico Drauzio Varella, disse ele que a gente tem um nível de exigência absurdo em relação à vida, que queremos que absolutamente tudo dê certo, e que, às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de passar um dia inteiro de cara amarrada.


E aí ele deu um exemplo trivial, que acontece todo dia na vida da gente...


É quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem (ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping). Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia. Eu acho que esta história de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior.


Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes.


Será que nada dá errado pra eles? Dá aos montes. Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença.


O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote. Que "audácia" contrariá-los! São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência: fincam o pé, compram briga e não deixam barato.


Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente.O mundo versus eles.


Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também. É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel. E como esse, a maioria dos nossos problemões podem ser resolvidos assim, rapidinho. Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar barato.


Eu ando deixando de graça... Pra ser sincero, vinte e quatro horas têm sido pouco prá tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda mais tempo ficando mal-humorado.


Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem; pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia. Então eu uso a "porta do lado" e vou tratar do que é importante de fato. Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão por que parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado."


Quando os desacertos da vida ameaçarem o seu bom humor, não estrague o seu dia... Use a porta do lado e mantenha a sua harmonia. Lembre-se, o humor é contagiante - para o bem e para o mal - portanto, sorria, e contagie todos ao seu redor com a sua alegria.A "Porta do lado" pode ser uma boa entrada ou uma boa saída... Experimente!



quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Nossa Purificação

0 comentários
Um Trecho do Livro que peguei pra ler hoje...


Livro - SEJA TUDO O QUE VOCÊ PODE SER


Extraindo o máximo de seu potencial.


Autor: John C. Maxwell





Nossa Purificação, Pag 19





Nosso potencial para uma vida frutífera é grande porque Jesus é a nossa fonte. O fato de que é Deus quem cuida de nós e é nosso proprietário acrescenta e muito a esse potencial. Uma das coisas que Deus faz, como agricultor, é nos purificar. Sua purificação aumenta imensamente o nosso potencial para uma vida frutífera: " e todo que dá fruto ele poda para que dê mais fruto ainda" (v. 2). Deus, o agricultor, remove tudo que impede a nossa utilização. Ele sabe que se não cortar a madeira excedente, todos os nossos recursos serão canalizados para a produção de mais madeira e não produziremos frutos.





Tenho observado que pessoas produtivas são continuamente podadas, pasando assim por um processo que Deus usa para fazer-nos mais produtivos. E Deus sabe exatamente o que podar de nossas vidas. Ele é um madeireiro profissional, que, quando há um estreitamento no rio, escala uma árvore bem alta, observa todas as madeiras e identifica a área problemática, apanhando um pouco de dinamite e explodindo essa parte do rio, de modo que as madeiras possam continuar descendo rio abaixo. Provavelmente essa não é a maneira como eu agiria. E uteria saltado no rio e começado a empurrar as madeiras ao redor até conseguir chegar na área problemática. Mas, Deus não fica perdendo tempo com o que é periférico. Ele vai direto ao problema e com Sua dinamite explode apenas as áreas de nossas vidas que não são produtivas. ELe corta fora aquele "pecado que nos envolve" (HB 12.1) e quelaquer coisa que nos impede de nos tornarmos as pessoas que realmente queremos tornar.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

when you lose small mind you free your life

0 comentários

pessoas estranhas.
eu sou uma pessoa estranha.
eu me estranho as vezes
nao me conheço por completo.
por isso estranho.
e quando acho que me conheço
eu mudo.
e me torno mais uma vez estranha pra mim mesma.
imagina pros outros...
constantemente inconstante!
é assim que eu sou!
não queria nao sabe...
mas sou assim

ou sera que eu queria?

minha mente eh uma duvida permanente. constante.
a duvida eh a unica constancia que existe em mim.

pensando melhor.
se eu nao fosse inconstante, como eu seria? constante... isso é obvio, mas como é ser constante?
previsivel?
será que alguem acha que sou previsivel?
acho que ninguem nunca pensou nisso sobre mim! rs
eu mesma to pensando pela primeira vez.
sou imprevisivel ate pra mim mesma... não ser previsivel pode ser diferente de ser incosntante.
sou imprevisivel em situações desconhecidas.
como posso prever meus atos em coisas inéditas ?

Elayne, se vc ver um avião caindo, oq vc vai fazer? ueh eu sei lá?
se alguem te sequestrar? caraca nao faço ideia.
será que eu seria uma vítima calma, ou me descontrolaria, me desesperaria... até o sequestrador ficar com raiva e me matar? pufffssss

sou imprevisivel

Elayne, se vc tropeçar mais uma vez na rua, oq vc vai fazer dessa vez?
também nao sei : imprevisivel
mas talves eu sorria, ou fique com raiva, ou com vergonha, ou sei la... : inconstante
alias... eu acabei de prever minhas reações.

então esquece tudo.
eu consigo prever minhas reações, logo nao sou imprevisivel, eu acho.
ou pelo menos nao sou tanto quando acho.
acho pq ainda penso que sou imprevisivel

só um pouco previsivel.
algumas coisas sao faceis, outras sao impossiveis de se prever.
se sao impossiveis pra mim. devem ser pra bastante gente tambem.

então... minha imprevisibilidade eh normal. padrão nacional rsrs.

e a inconstancia, elayne?

sou incosntante ueh...

ah Diana, mto obrigada por me lembrar de System of a down.!!! rsrsrs
estou ouvindo aeriels... nao me lembrava mais do quanto era contagiante esse troço doido rsrs

continuando.
oq eh inconstante?
vamos ao seu significado :
adj. Volúvel, pronto a mudar: ser inconstante nas suas resoluções.
Mudável, instável: o nível inconstante das águas.
S.m. Pessoa volúvel, que muda de opinião ou de gostos com freqüência.

quem? EU! pronto acabou o assunto.



Life is a waterfall
We're one in the river,
and one again after the fall
Swimming through the void
we hear the word
We lose ourselves but we find it all

Cause we are the ones that want to play
Always want to go but you never want to stay
And we are the ones that want to choose
Always want to play but you never want to lose

Aerials In the sky
When you lose small mind you free your life

Life is a waterfall
We drink from the river
then we turn around and put up our walls
Swimming through the void we hear the word
We lose ourselves but we find it all

Cause we are the ones that want to play
Always want to go but you never want to stay
And we are the ones that want to choose
Always want to play but you never want to lose
Oh!

Aerials
In the sky
When you lose small mind you free your life
Aerials
So up high
When you free your life eternal prize
Aerials
In the sky
When you lose small mind you free your life
Aerials
So up high
When you free your life eternal prize

(whispers)

in english

0 comentários


humm.
i want to speak english...
but, with who?
there is nobody else here with me...
and also
i'm too bad to speak english...
i'm really needing to improve my english

alone is more difficult

i dont even know if am i writing correctly rsrs
OMG!
am i doing it right?

ahhh

too boring!

Atire a primeira flor

0 comentários





Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo;
Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz,traga para a treva, você primeiro, a pequena lâmpada;
Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso;talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração quecompreenda, de braços que confortem;Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeirosim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;
Quando ninguém souber coisa alguma, e você souber um pouquinho,seja o primeiro a ensinar, começando por aprender você mesmo,
corrigindo-se a si mesmo;
Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte bem o que se passa,talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;
Daí, portanto, o seu deve ser o primeiro a aparecer, o primeiro a mostrar-se,primeiro que pode ser o único e, mais sério ainda, talvez o último;
Quando a terra estiver seca, que sua mão seja a primeira a regá-la;quando a flor se sufocar na urze e no espinho,que sua mão seja a primeira a separar o joio, a arrancar a praga,a afagar a pétala, a acariciar a flor;
Se a porta estiver fechada, de você venha a primeira chave;
Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja a primeira proteçãoe primeiro abrigo.
Se o pão for apenas massa e não estiver cozido,seja você o primeiro forno para transformá-lo em alimento.
Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores o mundo está cheio; nem, por outro lado, aplauda o erro;dentro em pouco, a ovação será ensurdecedora;
Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu;
sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido;
Seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;
Quando tudo for espinho, atire a primeira flor;
seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta,
compreendendo que o perdão regenera,que a compreensão edifica, que o auxílio possibilita,
que o entendimento reconstrói.
Atire você, quando tudo for pedra,
a primeira e decisiva flor.

As coisas em ordem

0 comentários



Os grandes antigos, quando queriam propagar altas virtudes, punham seus Estados em ordem.

Antes de porem seus Estados em ordem, punham em ordem suas famílias.

Antes de porem em ordem suas famílias, punham em ordem a si próprios.

E antes de porem em ordem a si próprios, aperfeiçoavam suas almas, procurando ser sinceros consigo mesmose ampliavam ao máximo seus conhecimentos.

A ampliação dos conhecimentos decorre do conhecimento das coisas como elas são

(e não como queremos que elas sejam).

Com o aperfeiçoamento da alma e o conhecimento das coisas, o homem se torna completo.

E quando o homem se torna completo, ele fica em ordem.

E quando o homem está em ordem, sua família também está em ordem.

E quando todos os Estados ficam em ordem, o mundo inteiro goza de paz e prosperidade.

(Mestre Confúcio)

A morte devagar.

0 comentários

Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.
Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceiro diário. Muitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, mas muitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo.
Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio. Pode ser depressão, que é doença séria e requer ajuda profissional. Então fenece a cada dia quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim, destino: então um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela da população.
Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.


Sobre a autora: Martha Medeiros nasceu em Porto Alegre em 1961. Formada em Publicidade. Escreveu livros de poesias e de crônicas, seu mais recente lançamento é o livro de ficção: Divã. Martha é cronista do jornal Zero Hora.
Poesia apresentada no programa 97
Os poemas e os textos lidos em "Provocações” são, às vezes, livre adaptação do original, por Antônio Abujamra ou Gregório Bacic. O formato em que se apresentam escritos aqui é apropriado para a leitura em TV e não o seu formato original.

Extraído de:
http://www.tvcultura.com.br/provocacoes/poesia.asp?poesiaid=11

A grandeza do Mar

0 comentários




Você sabe por que o mar é tão grande?



Tão imenso?



Tão poderoso?



É porque teve a humildade de colocar-se alguns centímetrosabaixo de todos os rios.
Sabendo receber, tornou-se grande.
Se quisesse ser o primeiro, centímetros acima de todos os rios,não seria mar, mas sim uma ilha.
Toda sua água iria para os outros e estaria isolado.
A perda faz parte.
A queda faz parte.
A morte faz parte.
É impossível vivermos satisfatoriamente.
Precisamos aprender a perder, a cair, a errar e a morrer.
Impossível ganhar sem saber perder.
Impossível andar sem saber cair.
Impossível acertar sem saber errar.
Impossível viver sem saber viver.
Se aprenderes a perder, a cair, a errar, ninguém mais o controlará.
Porque o máximo que poderá acontecer a você é cair, errar e perder.E isto você já sabe.
Bem aventurado aquele que já consegue receber com a mesma naturalidadeo ganho e a perda, o acerto e o erro, o triunfo e a queda, a vida e a morte.


Paulo Roberto Gaefke (No livro "Quando é preciso Viver" página 29)

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

novo template

0 comentários

A escola dos Bichos

0 comentários


Conta-se que vários bichos decidiram fundar uma escola. Para isso reuniram-se e começaram a escolher as disciplinas.

O Pássaro insistiu para que houvesse aulas de
vôo. O Esquilo achou que a subida perpendicular
em árvores era fundamental. E o Coelho queria de qualquer jeito que a corrida fosse incluída.

E assim foi feito, incluíram tudo, mas...
cometeram um grande erro. Insistiram para que todos os bichos praticassem todos os cursos oferecidos.

O Coelho foi magnífico na corrida, ninguém corria como ele. Mas queriam ensiná-lo a voar.
Colocaram-no numa árvore e disseram: "Voa,
Coelho". Ele saltou lá de cima e "pluft"...
coitadinho! Quebrou as pernas
. O Coelho não
aprendeu a voar e acabou sem poder correr também.

O Pássaro voava como nenhum outro, mas o
obrigaram a cavar buracos como uma topeira.
Quebrou o bico e as asas, e depois não conseguia voa
r tão bem, e nem mais cavar buracos.

SABE DE UMA COISA?

Todos nós somos diferentes uns dos outros e cada um tem uma ou mais qualidades próprias dadas por DEUS.

Não podemos exigir ou forçar para que as
outras pessoas sejam parecidas conosco
ou tenham nossas qualidades.

Se assim agirmos, acabaremos fazendo com que elas sofram, e no final, elas poderão não ser o que queríamos que fossem e ainda pior, elas poderão não mais fazer o que faziam bem feito.

RESPEITAR AS DIFERENÇAS É AMAR AS PESSOAS COMO ELAS SÃO.

Aprendendo a viver

0 comentários



Aprendi que se aprende errando


Que crescer não significa fazer aniversário.

Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem.

Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro.
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos.
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim.
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face.
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida.
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos.
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde.
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que Deus não proíbe nada em nome do amor.
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a Paz interior.

"Não podemos viver apenas para nós mesmos.
Mil fibras nos conectam com outras pessoas;

e por essas fibras nossas ações vão como causas

e voltam pra nós como efeitos."